sábado, 29 de maio de 2010

Lista de enxoval - o que comprar no 1º trimestre de gestação


Navegando em vários sites e mesclando o que tenho lido com minhas anotações antigas, estou postando uma sugestão de lista de enxoval dividida por trimestre.
Aceito sugestões para tornar a lista do 1º trimestre mais completa, mas conservando sua praticidade.
Grande beijo,
Mila

1º TrimesteQuando a futura mamãe descobre que está grávida, ela passa a pensar com mais atenção em sua saúde, até tendo em vista a do bebê. Mas vale a pena uma atenção especial com seu corpo, pois este sofrerá grandes transformações nos próximos 9 meses.
Este é também um momento que o casal deve dedicar ao planejamento financeiro do que e quando comprar cada item da lista de enxoval.

Para a gestante:• Kit de hidratação para o corpo: no mercado já existem vários "creminhos" para o período de gestação. Quanto mais fria a região que a mamãe morar, mais deve abusar dos cremes mais oleosos. O ideal é passar duas vezes ao dia.
• Kit rosto: Limpeza, hidratação e proteção solar. Lembre-se que a pele da gestante tende a ficar mais oleosa ou mais seca. As manchas no rosto também são comuns nesse momento, portanto, abuse do filtro solar!
• Roupa de gestante: Quando suas roupas começarem a ficar desconfortáveis, é hora de investir em roupas específicas para gestantes. Como a barriga cresce rapidamente, procure priorizar a aquisição de roupas que possam ser usadas durante toda ou boa parte da gravidez.

Para o bebê:
A mamãe, muito emocionada, pode começar a comprar algumas roupinhas, mas não exagere! Lembre-se que, assim como você, muitas pessoas gostarão de demonstrar a alegria pelo bebê que virá dando-lhe presentes. Tente economizar dinheiro para o que vem pela frente e, se quiser, comece a pensar na decoração do quartinho e a fazer pesquisas de preços de móveis, carrinhos de bebê, banheirinha, etc.). Priorize a compra de produtos maiores e mais caros, já que provavelmente o bebê será agraciado com roupinhas, brinquedinhos, mamadeiras, etc.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

7 semanas

Selecionei a imagem desse tradicional bolo de aniversário para comemorar mais uma semana do meu filhote! Junto com o bolo, estou postando a tradução (livre, diga-se de passagem) de um interessante artigo do site www.i-am-pregnant.com
Grande beijo,
Mila

Estou com 7 semanas completas de gravidez e o bebê, com 5 semanas completas!

7ª SEMANA
Esta semana seu bebê tem um salto de crescimento surpreendente. No início desta semana, o bebê mede aproximadamente de 4 a 5 mm e, no final da semana, ele mais do que duplicou de tamanho (entre 11 a 13 mm)! Seu peso é de aproximadamente 0,03 gramas.
Não é incomum a grávida perder uns quilinhos ou manter o mesmo peso, devido a enjôos ou outros sintomas do início da gravidez.
Nessa semana aperfeiçoam-se os "botões" que, futuramente serão as perninhas e bracinhos do bebê. As pernas já são maiores do que na semana anterior e apresentam-se divididas em segmentos onde as mãos e os pés serão formados. As mãos e os pés também têm uma área onde os dedos começam a se formar. Neste ponto de sua gravidez, o coração do bebê já é dividido em câmaras direita e esquerda. Os hemisférios do cérebro continuam a crescer e as passagens de ar para os pulmões são visíveis. Os olhos do bebê começam a receber pigmento. O nariz está em desenvolvimento e as primeiros traços do rosto já podem ser vistos. O abdômen do bebê também está se desenvolvendo rapidamente. Em anexo, o pâncreas já está presente. O aparelho digestivo está começando a se formar, da mesma forma que o intestino posterior.

Nessa semana destaca-se o rápido desenvolvimento de mãos e pés (ver abaixo).

O desenvolvimento da mão do bebê no início da 7ª semana (com cerca de 48 dias de gestação):

E esta é a mesma mão apenas 3 dias depois (com 51 dias de gestação):

O desenvolvimento embrionário do pé entre a 7ª e a 8ª semana. Os pés do bebê estão se desenvolvendo em uma velocidade surpreendente também! (51º dia de gestação)

E este é o mesmo pé na 8ª semana (60º dia de gestação)

quinta-feira, 27 de maio de 2010

O feto aprende...


Segue abaixo um artigo da revista Superinteressante - Edição 130
Simplesmente lindo!!!

O feto aprende
por Denis Russo Burgierman
Não é só o corpo que se forma durante a gravidez. A personalidade, a inteligência e os traumas também estão em gestação.
Imagine como seria passar nove meses trancado em uma sala escura e morna, dormindo 16 horas por dia. O lugar, apertadinho, sem ser desconfortável, é envolvido por uma marcação de tambor constante, que não pára nem durante a noite, e por um barulho esquisito de líquidos borbulhando. Você ouve, sem poder entender, conversas abafadas do lado de fora, nas quais predomina sempre uma voz feminina clara, que parece vir de todos os lados ao mesmo tempo. Não há muito o que fazer lá dentro além de brincar com o saco transparente que te embrulha e beber o líquido quase sempre doce à sua volta.
Você já passou por isso, é óbvio – durante a sua gestação. E hoje se sabe que esse período marcou você para sempre, moldando o seu jeito de ser, os seus medos e o seu humor. A velocidade daquela batida de tambor, o carinho ou o desprezo expressos nas vozes difusas, o gosto do líquido e outros estímulos mais sutis são tudo o que um feto conhece até o parto. Se essa experiência for agradável, tudo vai evoluir para uma criança tranqüila e sensível. Se não, a gravidez pode provocar distúrbios psicológicos graves, até mesmo esquizofrenia e autismo.

O filho entende a mãe
Desde o começo da gestação, os sentimentos e os humores maternos afetam o filho, que está exposto aos mesmos hormônios que ela. Fetos rejeitados são candidatos sérios a distúrbios de comportamento.
A sala escura onde você ficou trancado é o útero de sua mãe e a batida de tambor é o coração dela. Os borbulhos que você ouviu vêm do intestino materno. As vozes abafadas são as conversas lá fora, que chegaram até você a partir do quarto mês da gravidez, quando seus ouvidos começaram a funcionar. A voz que predomina é a da sua mãe, porque alcança seus ouvidos por dois caminhos diferentes: vinda de fora, propagada pelo ar, e transmitida pelo corpo, direto das cordas vocais dela até você.
“Para a criança, essas coisas não são simples estímulos”, diz a psicóloga Vera Iaconeli, professora da Universidade Paulista (Unip) e especializada em psiquismo fetal. “Aquilo é a vida, é tudo.” Por isso, se a gestação for desagradável, a criança já vai sair do quarto escuro com uma impressão ruim da própria existência. Segundo estudos recentes, filhos indesejados pela mãe têm maior chance de nascer esquizofrênicos ou autistas. As duas doenças têm em comum o fato de se caracterizarem pela fuga do mundo real. São uma forma de se proteger da hostilidade dos outros.

Percepção sensorial
Mas como é que os filhotes percebem que são indesejados? Telepatia? Não. É que eles estão ligados à mãe pelo cordão umbilical. Se ela fica assustada, libera substâncias que também vão agir neles. Ansiedade, nervosismo e depressão também são transmitidos quimicamente por hormônios. “Toda situação de estresse atinge o feto”, resume a neuropsiquiatra infantil Theodolinda Mestriner Stocche, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em Ribeirão Preto (SP).
Um experimento do obstetra austríaco Gerhardt Reinold na década de 80 comprova o efeito da química materna sobre o filho. Reinold pediu a mulheres grávidas que se deitassem, enquanto examinava o interior de seus úteros pelas imagens de ultra-som. Ele sabia que aquela posição acalmaria os fetos, mas não contou às mães. Daí fez a maldade de dizer a elas que seus filhos, segundo o ultra-som, tinham parado de se mexer. Elas ficavam apavoradas, achando que havia algo errado, e, quase imediatamente, os fetos também se inquietavam no útero, afetados pela adrenalina liberada pela mãe. É claro que nenhum deles saberia identificar o que sentiam como medo, mas não há dúvida de que eles passaram por um susto.

Emoções transmitidas
Desconfortos passageiros, como o criado por Reinold, não provocam danos irremediáveis, é claro. Mas quando a gestante passa o tempo todo deprimida por não querer a criança, culpando-a pela guinada do destino que uma gravidez pode representar, aí o feto sentirá o golpe, como se soubesse de tudo. “Ele certamente vai perceber que algo não anda bem e sofrerá”, afirma a neurologista Maria Valeriana Moura Ribeiro, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior de São Paulo.
Até a década passada, achava-se que só depois dos seis meses de gestação os futuros rebentos seriam sensíveis a esse tipo de estímulo. Afinal, é só no término da gravidez que as áreas do cérebro responsáveis pela memória começam a funcionar. Mas, com a sofisticação da aparelhagem de ultra-som, ocorrida nos últimos cinco anos, foi possível observar com precisão as reações intra-uterinas. Hoje, o obstetra consegue enxergar, com cores e imagens tridimensionais, até o movimento ocular do futuro bebê. Com tantas informações novas, descobriu-se que ele reage aos estímulos hormonais a partir do segundo mês de gestação.
Há quem vá ainda mais longe. O médico Eliezer Berenstein, do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, acha que existe memória desde a concepção. “Mesmo antes que haja neurônios, as células devem ter alguma maneira de registrar quimicamente o que lhes aconteceu”, acredita ele. “Assim, ajudariam o embrião a não repetir experiências ruins.”

Ele está escutando tudo
Depois do quarto mês, o feto já reage a sons e ao toque e começa a criar o vínculo afetivo profundo com a mãe.
Não são só químicos os estímulos intra-uterinos que podem influir na personalidade de quem vai nascer. A partir do quarto mês, já há vários sentidos desenvolvidos, inclusive a audição. No século passado, os médicos achavam que o útero era uma cápsula acusticamente isolada do mundo. A criança ficaria então protegida de qualquer barulho que prejudicasse o seu desenvolvimento.
Nos anos 70, obstetras colocaram microfones no interior do corpo de gestantes e concluíram que os sons chegavam, sim, até lá dentro, mas que os barulhos internos da mulher eram tão fortes que pareciam abafar qualquer ruído externo, a não ser que o volume fosse muito alto. Hoje se sabe que o inquilino do útero fica bem mais protegido dos ruídos internos do que se imaginava (na verdade, os resultados anteriores tinham sido obtidos com microfones de má qualidade) e se encontra mais exposto aos sons que vêm de fora.

Conversas de carinho
Nos últimos anos, surgiram experiências com hidrofones (microfones que funcionam em meios líquidos). A conclusão foi de que as conversas de fora podem, sim, ser ouvidas, mas atenuadas pela gordura e pelos tecidos da mãe – um grito lá fora soa como um lamento em voz baixa. Os resultados apontaram outra novidade: vozes graves, como a masculina, chegam mais fortes que sons agudos, como a voz feminina.
“Quem sabe, não é um recurso da natureza para habituar a criança também à voz do pai?”, se pergunta Berenstein. “A maioria dos homens não sabe o que fazer durante a gravidez e, com medo de parecerem desajeitados ou ridículos, evitam conversar com o filho em gestação”, constata o obstetra. Ele costuma aconselhar seus pacientes a falar constantemente com o futuro filho, demonstrando carinho. É claro que ele não vai entender o sentido das palavras, mas, assim como um pequerrucho qualquer, percebe e se incomoda quando os pais estão bravos ou tristes e gosta de ser tratado com afeto.
A voz da mãe chega com relativa clareza até os ouvidos do filho. “Ele se habitua a ela”, diz a psicóloga Iaconeli. “Por isso, mesmo um recém-nascido reconhece a fala materna e se acalma com ela, o que prova que a relação foi construída durante a gestação.”

Massagem precoce
Outro sentido bem desenvolvido aos quatro meses é o tato.
“É importante massagear a barriga, tocá-la sempre, fazer o feto sentir que recebe atenção”, explica Berenstein. “Na década passada, achava-se que os bebês de proveta eram mais inteligentes”, conta. “Depois descobrimos o que causava essa impressão: como a gestação deles é assistida mais de perto por motivos médicos, recebem mais estímulos e se desenvolvem melhor.”
O ideal é que toda gestação mereça o mesmo cuidado. O psicólogo francês Jean-Pierre Lecanuet, um dos maiores especialistas mundiais nos sentidos do feto, admitiu à SUPER que “muitas das coisas que estamos descobrindo agora são uma simples confirmação daquilo que alguns pais sempre souberam”. Ou seja, que seus filhos precisam de carinho antes mesmo de vir à luz.

Pré-escola dentro do útero
Nos últimos três meses de gravidez, o bebê já percebe muito do que acontece ao seu redor. Alguns pesquisadores acham que ele até começa a apreciar música e a se acostumar com a linguagem.
Quando o bebê chega aos seis meses de gestação, tem boa parte dos sentidos de um adulto. O sistema auditivo está completo, ele já percebe diferenças de claridade, tem tato no corpo inteiro, além de paladar e olfato. Por isso, alguns acontecimentos traumáticos nessa fase podem ficar em sua memória inconsciente. “No final da gestação, o feto é mais esperto do que o recém-nascido”, diz Vera Iaconeli.
É que, boiando no líquido amniótico, ele consegue se mover com mais facilidade do que depois de nascer, quando seus membros lhe parecem pesados demais.

Prazer e aversão
“Nessa fase, o bebê suga, chupa o dedo, mexe as pálpebras, soluça, brinca com o cordão umbilical”, enumera Maria Valeriana, da Unicamp. “Às vezes, ele também chora.” Os modernos aparelhos de ultra-som descobriram que, além de tudo isso, ele começa a sorrir quando algo o agrada e demonstra claramente quando sente aversão. Se a mãe come um quitute diferente, com um toque muito amargo, o líquido amniótico fica amargo também e a fisionomia do feto deixa claro que ele não gostou nada da receita exótica.
O ultra-som também revelou, pelo movimento ocular, que o feto sonha. “Ele passa 16 horas por dia dormindo e sonha durante 65% desse tempo”, diz o neurologista Rubens Reimão, especialista em distúrbios do sono. Não se sabe bem com o que ele sonha. Provavelmente, repassa o que passou durante as breves vigílias. “O final da gestação é a época em que se estabelece a maior quantidade de sinapses, as transmissões entre um neurônio e outro”, prossegue Reimão. “E, para que elas se formem, é preciso estímulo. O sonho é um momento de atividade intensa do cérebro, que favorece a criação das sinapses.” É uma etapa fundamental para a inteligência – quanto mais estímulos, melhor.

Ensino acelerado
Quer dizer então que o feto cursa uma espécie de pré-escola na barriga da mãe? Em termos, sim. “Já foi mostrado que o recém-nascido prefere e se acalma com músicas que ouviu durante a gestação”, diz Berenstein. “Acredito que a sensibilidade musical possa começar a se formar dentro do útero.”
Há histórias impressionantes, como a do maestro canadense Boris Brott, que, quando criança, estranhava a facilidade com que aprendia trechos de algumas obras. Comentou isso com a mãe, que era violoncelista, e ela lhe disse que esses trechos eram exatamente aqueles que ela tocava enquanto estava grávida e não voltou a executar depois. Também é possível que a habilidade lingüística comece a ser adquirida na fase final da gestação. As mães que conversam com o feto estariam habituando-o ao ritmo e à musicalidade da língua. “Há relatos de crianças que passaram a gravidez em um país estrangeiro, onde a mãe falava outro idioma, e depois tinham dificuldade em aprender a língua pátria”, conta Maria Valeriana.
Ainda não se sabe o quanto se pode aprender no útero. Mas não há dúvida de que, ao sair da sua salinha escura depois de nove meses, você já nasceu sabendo ser o que é. Ao menos um pouco.

Aos dois meses
O feto percebe o mundo fora do útero.
Os nervos começam a chegar aos pés, mãos e genitais. O bebê vai ter as primeiras sensações táteis e começa a sentir o contato com a mãe.
Há neurônios, mas muitos estão isolados uns dos outros. O bebê não ouve nem vê, mas já sofre com a ansiedade materna.

Aos quatro meses
O cérebro começa a decifrar os sentidos.
Boa parte das células nervosas já está formada e transmite impulsos nervosos, como os produzidos pelo tato e pela audição.
Já há nervos em quase toda a pele. O feto já sente prazer com a massagem de carinho que a mãe faz na própria barriga.

Aos seis meses
Quase todos os sentidos funcionam.
O bebê tem receptores táteis em toda a pele e em grande quantidade. Já chora e quase sorri.
O cérebro recebe impulsos nervosos vindos de todas as partes do corpo, transmitindo todos os tipos de sensações.
Os primeiros estímulos visuais permitem que o feto distinga claro e escuro.
O bebê já sente o gosto e o cheiro do líquido amniótico que o envolve.
A audição está totalmente pronta e as vozes lá fora vão habituá-lo à língua
.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Desejos... de grávida!


Os desejos na gravidez até pouco tempo atrás eram considerados por mim como desculpas das gravidinhas para se esbaldarem com as delícias culinárias que bem lhe interessassem. Outro ledo engano... Assim como o enjôo, os desejos são algo que existem de verdade... juro!!! Sou prova viva!!! Tenho estado muuuuuito desejosa (quando o enjôo permite, claro).

Na minha lista de desejos tidos e realizados estão:
1) MC Chicken
2) Baurú caseiro com batatas assadas (comi 3 dias seguidos!)
3) Churrasco com salada de batata
4) Sorvete de creme com calda quente de chocolate
5) Suco de laranja natural

Para entender melhor o porquê dessas predileções, abaixo estão algumas explicações fisiológicas.

Segundo o http://guiadobebe.uol.com.br :
As alterações dos hormônios que no início causam o enjôo podem desencadear os desejos esquisitos. Os hormônios prolactina e progesterona são os maiores responsáveis pela alteração do apetite e a mudança do ph da boca, levando a gestante comer alimentos que antes não gostava, não mais comer suas comidas preferidas ou mesmo os alimentos com sabores estranhos. Que coisa doida!
Outros especialistas relatam que carências nutricionais levam o cérebro da gestante a procurar alimentos que contenham os nutrientes que possam estar em falta no organismo da mulher e que o bebê que está se formando pode precisar para seu pleno desenvolvimento. Por isso das misturas estranhas protagonizadas pelas gestantes.

No site:
http://demaeparamae.pt ...
Os famosos desejos de grávida são muito comuns, sendo relatados por muitas grávidas. Pelo menos 50% das grávidas irão experimentar um estranho desejo por algum alimento ou por algum tipo de comida pouco usual. Existem alguns desejos mais populares como alimentos muito doces ou muito salgados, podendo também passar por alimentos muito condimentados.
Não se sabe ao certo o porquê de surgirem desejos durante a gravidez, no entanto sabe-se que esta situação é mais uma regra do que uma excepção. Especula-se que seja pelo facto do corpo necessitar de trabalhar a dobrar para produzir um bebé saudável, por isso os desejos podem apenas significar a necessidade de ingerir mais calorias. No entanto, existem alguns tipos de desejos que podem significar necessidades reais, como uma mãe vegetariana ter desejos por carne. Poderá também desejar alimentos que nunca gostou.
Muitas grávidas simplesmente cedem aos desejos, no entanto isto não significa que se sentir vontade de comer tarte de maçã, tenha de comer uma inteira. Optar por uma dose pequena pode ser a solução para lidar com os desejos. As hormonas podem ser responsáveis por desejos estranhos como por exemplo: comer iogurte com presunto.
Por vezes desejos de coisas estranhas que podem ser prejudiciais podem significar uma deficiência de algum tipo de nutriente, como por exemplo: o desejo de gelo pode significar deficiência em ferro; o desejo por chocolate, que é muito comum, pode significar necessidade de vitaminas da classe B. No entanto, se sentir desejo por barro ou terra deve consultar o seu médico assistente. Desejos estranhos como por pasta dos dentes, grãos de café, plasticina, e outras substâncias prejudiciais devem ser relatados ao médico pois podem significar anemia, e ele poderá recomendar um suplemento adicional. No entanto, nunca ingira este tipo de substâncias por muito que lhe apeteça!

Ui, credo!!!
Fui!
Bj!

domingo, 23 de maio de 2010

Fofurices da Petit Poá!

Aproveitando o "descanso forçado" (estou de repouso absoluto até o dia 30/05) fico hooooras navegando na net... Numa das minhas viagens virtuais encontrei um blog maravilhoso com fofurices lindas para o quartinho do bebê, lembrancinhas, etc.
Apesar da artesã ser de São Paulo, com as modernidades da internet, é possível se fazer encomendas por e-mail e acertar a entrega.
Ameeeeei várias coisinhas e já estou louca para escolher uns agradinhos para o meu filhotinho...
Abaixo segue o link para o blog Petit Poá.
Até mais!

http://petitpoa.blogspot.com/ ou http://petitpoa.arteblog.com.br

sábado, 22 de maio de 2010

"Foto" do meu filho! - 6 semanas


Estou postando essa fotinho especialmente para a minha amiga Gabriela já que ela falou que a imagem do meu filho (ver post 6 semanas - agora sim!!!) era feia!

Essa fotinho está mais bonitinha, né tia Gabi?

sexta-feira, 21 de maio de 2010

"Cadê a fome de leoa?" - Enjôo na gravidez



Confesso que até poucos dias atrás achava enjôo de grávida uma frescura de certas mulheres. Da outra vez que eu engravidei não senti nem um tantinho de enjôo e, dessa vez, estava com uma fome de leoa até... uns três dias atrás! Comecei com certa predileção por determinados alimentos e repulsa por outros. Mas desde ontem não consigo comer direito e passo enjoada 24h por dia, com picos de mal-estar daqueles que fazem a gente ficar verde! Chego a acordar de madrugada enjoada!
Que horror!
Essa é para eu aprender a não duvidar das minhas pobres colegas grávidas...
Seguem trechos de textos sobre o assunto retirados da internet. Boa leitura!
Fontes:
revistacrescer.globo.com
http://www.e-familynet.com
"As mudanças hormonais, o aumento da sensibilidade do olfato e o excesso de ácidos no estômago são alguns dos fatores que contribuem para que 80% das mulheres grávidas sintam enjôos. Geralmente, isso vai desaparecendo no final do primeiro trimestre, porém em alguns casos pode durar a gravidez toda.
Os enjôos estão ligados ao hormônio HCG, que ajuda os ovários a produzir progesterona e estrógeno durante o primeiro trimestre da gestação.
Se tu estás sofrendo desse mal, aqui vão algumas dicas:
. Coma pequenas porções e em intervalos freqüentes (a cada 3 horas, pelo menos). O enjôo pode piorar se o estômago estiver vazio;
. Coma alimentos ricos em carboidratos e proteínas;
. Coma a cada duas horas e tenha sempre à mão bolachas de água e sal;
. Durante as refeições não beba nada, isso dificulta a digestão;
. O enjôo pode piorar ao tomar vitaminas. Consulte seu médico se esse for seu caso;
. Evite as comidas fortes, com muita gordura e principalmente as frituras;
. Tomar iogurte, que é rico em vitamina B, reduz o enjôo;
. Não escove os dentes em jejum, coma alguma coisa antes;
. Limonada sem açúcar e bebidas frias e ácidas, ajudam a diminuir o enjôo;
. Evite deitar após as refeições
Frutas mais indicadas: abacaxi, kiwi, laranja, limão e água-de-coco.
Frutas contraindicadas: banana, manga, abacate, fruta-do-conde, graviola e pêssego.
Obs: Não deixe de consultar seu médico se vomitar muito, os vômitos em excesso podem provocar desidratação."

6 semanas - Agora sim!!!


No começo, o tempo parece passar muuuito devagar. Antes de eu engravidar, todas as mulheres que já foram mães falavam: "Aproveita bem a fase da gravidez! É uma delícia e passa tão rápido!". O que aconteceu com o tempo? A pilha do meu relógio biológico está fraca? Falo isso porque, para mim, o tempo tem passado muuuuito... devagar!!! Arrastando-se, na verdade! Enquanto eu espero o Sr. Tempo começar a passar, vou curtindo a revolução que, imagino, deve estar acontecendo no meu ventre.
Beijinhos!

PS 1: A imagem acima é do site saude.fok.com.br
PS 2: Estou com 6 semanas completas de gravidez e o bebê, com 4 semanas completas!

Fonte: http://saude.fok.com.br

Esse é o começo do período embriônico. Um período extremamente importante no desenvolvimento de seu bebê! Ele é, principalmente nesse período, muito sensível à fatores que podem interferir seu desenvolvimento. Grande parte das malformações originam-se nesse período crítico.
Esta semana inicia um período de rápido desenvolvimento celular para o seu bebê, que (no momento) se parece com um mini girino, com uma pequena cabeça e cauda. Os seus olhos, ouvidos e boca começaram já a tomar forma.
O seu bebê está medindo entre 2 e 4mm aproximadamente de comprimento. Essa medida é feita calculando-se a distância do topo da cabeça até o bumbum. Esse tipo de medida é usado pois o bebê passa a maior parte do tempo "sentado", ou seja, com suas pernas encolhidas, o que dificulta a medida da cabeça até os pés.
O seu bebê tem crescido bastante e deve estar do tamanho do granulado de chocolate do seu último brigadeiro, (e do seu último picolé, do último sundae, da última torta,... é ..., talvez talvez você já esteja sentindo o que chamam por aí de desejos de grávida, ou desejo de gravidez!).

Outros marcos emocionantes incluem:

- Seu coração do bebé já está batendo a uma batida regular, embora ele ainda está muito fraco para ouvir.
- Os seus braços estão apenas começando, parecem uns gomos, é como estivessem brotando. - Nos próximos dias tomarão forma de nadadeiras. Sua aparência está modificando e logo será possível visualizar braços e pernas.
- Órgãos como os rins e o fígado, começam a ser formados. O tubo neural, o qual conecta o cérebro e espinha se fechará essa semana.
- Os intestinos também estão em desenvolvimento.

Sua vida
Não gostamos de falar sobre finanças (pois é muito mais divertido falar meinhas de bebê, e sobre os dedinhos do bebê, bem como a forma de decorar o seu quartinho (infantário), e do chá de bebê que a sua melhor amiga vai organizar,..), mas nunca é cedo demais para se pensar sobre orçamento e poupar dinheiro.

Faz bem comer...
Dar preferência para frutas, como a maçã, fonte importante para suprir o organismo com fibras, que evitam a prisão de ventre, pode ser uma opção bastante adequada.
O ideal é que você consuma mais alimentos ricos em vitaminas, sais minerais e proteínas, evitando carboidratos. Produtos enlatados, doces e massas podem causar gases e queimação no estômago, sendo assim, evite-os também. Nesta fase, você vai ter desejos por alguns alimentos e repulsa por outros, chamamos isso de malácia. E o mais importante: beba muita água, pois além de hidratar o organismo, ela provoca urina excessiva que acaba por liberar toxinas do seu corpo. Bastante leite também é aconselhável.

É bom saber...
É bom saber o seu tipo sanguíneo, pois ele pode reagir com o sangue do bebê na hora do parto. Se o tipo sanguíneo da mãe for Rh negativo e do bebê Rh positivo, na hora do parto esses sangues entrarão em contato. Se for a primeira gravidez da mamãe não haverá problemas, pois o corpo dela reagirá com a formação de anticorpos para o tipo de sangue Rh positivo.
Mas se for a segunda gravidez, os anticorpos já existentes da primeira gestação irão atacar o sangue Rh positivo do bebê, provocando eritroblastose fetal, que causará anemia profunda, surdez e deficiência mental no bebê. Diante disso, a mãe deve procurar um médico para saber seu tipo sanguíneo e fazer exames no primeiro e último trimestre da gestação e se preciso tomar uma vacina para prevenir esse problema durante o parto.

Futuro papai
Seu filho vai te custar aproximadamente US$160.140,00, e o que você ganha com isso?
- Direito de dar nomes. O primeiro, o do meio e o último. (seja bondoso com seu filho, ele vai ter esse nome pelo resto da vida dele, você já pode ir pensando nos nomes)
- Olhares de Deus todos os dias.
- Risadinhas debaixo das cobertas todas as noites.
- Mais amor do que seu coração pode suportar.
- Beijos jogados no ar e abraços com velcro.
- Infinitas admirações por pedras, formigas, nuvens e biscoitos.
- Uma mão para segurar, normalmente suja de geléia ou chocolates.
- Um parceiro para fazer bolhas de sabão, soltar pipas.
- Alguém para fazer você rir como bobo, não importa o que seu chefe tenha dito ou como as bolsas se comportaram nesse dia.
E muito, muito mais...

O que o futuro papai pode fazer para ajudar a parceira com as náuseas?
1.Certos aromas podem desencadear os enjôos - café, perfumes, creme de barbear, sabonete, suor, etc. Tente mantê-la afastada desses cheiros até que o mal estar melhore.
2.Encoraje a futura mamãe a fazer uma dieta saudável rica em proteínas e carboidratos e a beber bastante líquido, especialmente, água.
3.Coloque alguns biscoitos salgados tipo "crackers" ou "pretzels" no criado mudo e peça para ela comer alguns antes de se levantar.
4.Entenda que ela pode não se sentir bem ao cozinhar, lavar pratos e roupas e outros afazeres domésticos nesse período. Você poderia ajudar muito sugerindo que ela descanse enquanto você dá uma mãozinha, fazendo o que não costuma fazer, ou arranjando alguém para fazer esses serviços (caso seja possível).

terça-feira, 18 de maio de 2010

Surpresa na 1ª ecografia!


Acabei de chegar da minha 1ª ecografia! Graças à Deus tudo parece bem! Não há nada que justifique as cólicas, o útero está bem fechado, o corpo lúteo está lá no lugarzinho dele. Mas ainda não foi possível visualizarmos o embriãozinho porque, na verdade, estou com 5 semanas de gestação (ao invés de 6)!
Como ainda é muito no comecinho, dá para ver apenas a vesícula vitelina (o que garante que há embrião) e o saco gestacional...
Mas ok, fiquei feliz em saber que está tudo bem comigo e com o meu "mini-bebezinho"!
Abaixo, segue o resultado da ultra.
Grande beijo,
Mila
Errata: contrariando o que eu postei ontem, estou com 5 semanas de gestação e o bebê está com 3 semanas de vida!


Sonho


Esqueci de contar que há cerca de três dias o futuro papai teve a audácia de sonhar com o bebê antes da mamãe!!! Desaforo! rsrsrs
No sonho do Rick o bebê tinha nascido e era uma menina (como o meu resultado na tabela chinesa!). Segundo ele, o bebê era cabeludinho e moreninho.
Eu também quero sonhar...
PS: Que fique registrado que eu não tenho nenhuma preferência pelo sexo do bebê. Quero apenas que o meu filhotinho nasça cheio de saúde!

domingo, 16 de maio de 2010

Menino ou menina?

Enquanto ainda não dá para saber o sexo do bebê, uma boa opção à futura mamãe é dar uma olhada na tabela chinesa. Segundo a lenda, esta tabela foi enterrada na tumba de uma família real chinesa, há mais de 700 anos, e que de acordo com o Instituto de Ciência de Pequim, se é bem usada, tem uma probabilidade de acerto de 99% dos casos.

* Se nasceu em qualquer mês, menos janeiro e fevereiro, sua idade lunar é sua idade atual mais 1.
H=homem
M=mulher
fonte: http://www.universodobebe.com.br/


PS: O meu resultado deu... MENINA!!!

sábado, 15 de maio de 2010

Barrigas em festa!

Em outubro desse ano eu e o meu marido seremos padrinhos de casamento dos nossos amigos Gabriela (minha melhor amiga) e Tiago. Em novembro, também subiremos ao altar no casamento dos meus cunhados Denise e Tiago (que serão padrinhos do bebê!).
Como estarei grávida nos dois casamentos, tenho pesquisado algumas sugestões de vestidos de festa para as "barrigudinhas".
Aproveitem as dicas e botem as barrigas para dançar!
Beijinhos!





Vestidos da Mammy Gestante





Imagens obtidas no blog: dasmariasblog.pop.com.br


Vestido Megadose

Imagem obtida no site mundodasdicas.net

Vestido Zazou



Jéssica Alba no Oscar de 2010

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Prisão perpétua ao intestino???

Algo muito desagradável que tem acontecido desde que eu tive o positivo foi a quase total parada do funcionamento do meu intestino. Céus! Que assunto delicado para se colocar no blog! Bom, mas depois de pensar se colocaria ou não um post sobre este assunto, decidi publicá-lo pois tenho percebido que esse é um problema comum entre as gestantes.
Pesquisando o assunto em benefício próprio (hehehe), achei dicas interessantes para quem está vivenciando o problema.
Aí vão elas:
FARINHA DE LINHAÇA: Tomar de 2 a 3 colheres de sopa por dia. Pode ser misturada no suco, água, qualquer coisa...além disso é ótimo porque tem ômega 3. É só bater a linhaça no liquidificador até virar uma farinha ou comprar já moída, mesmo.
MAMÃO: Pode ser ingerido sozinho, ou misturado a outras frutas e leite.
AMEIXA PRETA: Também pode ser pura (para quem gosta) ou tu podes deixá-la de molho num copo d'água da noite para o dia e beber a água no outro dia, em jejum.
ÁGUA MORNA COM MEL: Beber em jejum, ao acordar. A proporção é de 1 copo de água para 1 colher de sopa de mel.
MUITA ÁGUA: Ccerca de 10 copos por dia. Acostume-se porque na gravidez é assim... A mamãe precisa tomar muita água durante a gestação e na amamentação.
ALIMENTOS INTEGRAIS: Massas, pães, biscoitos, arroz ...tudo integral!
IOGURTE NATURAL: Também ajuda! Tu podes fazer em casa ou comprar pronto.
MUITAS VERDURAS, LEGUMES E FRUTAS: No mínimo 3 porções de cada por dia. Estes alimentos são ricos em fibras e água.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Repouso absoluto e utrogestan


Na madrugada de terça para quarta eu acordei duas vezes com uma cólica estranha e fiquei um pouco preocupada. Como teria GO no dia seguinte, tomei um buscopan e tratei de dormir. Na manhã seguinte continuava com as cólicas. Quando fui à consulta, a Drª Kênia mostrou-se preocupada com o resultado do meu HCG (achou-o meio baixinho...) e, devido às minhas cólicas e ao aborto do ano passado, decidiu me indicar repouso absoluto por 7 dias e 1 comprimido diário de utrogestam 200mg. Já refiz o HCG e o resultado foi bem maior (de 175 para 4660 em 10 dias). Por isso, ela já me liberou para fazer a ecografia transvaginal (agendei-a para a próxima terça).
Bom, no mais é isso... Estou aqui, quietinha, rezando para o meu bebezinho crescer forte e para que, no dia da eco, tudo esteja perfeito.
Grande beijo,
Mila

Informações sobre o Utrogestan:

fonte: bula

Utrogestan® é indicado para os distúrbios relacionados à deficiência de progesterona, como distúrbios do ciclo menstrual e amenorréia secundária (ausência de menstruação); na insuficiência lútea (diminuição de progesterona na segunda fase do ciclo), na deficiência de progesterona, na pré-menopausa e na reposição hormonal da menopausa (como complemento à terapia com estrogênio).
Utrogestan® via vaginal é indicado também na implantação do embrião e manutenção da gravidez durante o primeiro trimestre.
ADVERTÊNCIAS
Este medicamento não trata todas as causas de aborto espontâneo precoce e, particularmente, ele não tem ação sobre abortos provenientes de defeitos genéticos (o que corresponde a mais da metade das causas de aborto).
Durante a gravidez, o uso de Utrogestan® 200 mg é reservado para o primeiro trimestre e somente pela via vaginal.

Vídeo - da concepção à 6ª semana de gestação

quarta-feira, 12 de maio de 2010

5 semanas



Imagem site saude.fok.com.br

Toda grávida moderna que se preze se inscreve em zilhões de sites que, semana a semana, mandam dados da gravidez por e-mail. Moderna que sou, tenho lido várias informações importantes e outras curiosidades sobre meu tempo gestacional e o desenvolvimento do meu bebê.
Abaixo, seguem informações sobre a minha 5ª semana de gestação (3ª semana do bebê).
Fonte: www.saude.fok.com.br

Muitas mudanças estão ocorrendo agora, algumas você já pode ver, ou sentir; outras serão evidentes apenas mais tarde.
Se vocênunca prestou muita atenção no que você come nós queremos falar com você, senhora X-salada (ou McDonalds) e fritas, esta é a hora dar prioridade para comer os alimentos mais nutritivos que você puder.
Segundo o RDI (Recommended Dietary Intakes), tabela com as recomendações universais sobre alimentação, gestantes a partir do terceiro mês de gravidez devem ingerir apenas 300 calorias a mais do que o normal, totalizando 2.800 calorias por dia. Considera-se que as gestantes de baixo peso ganham em torno de 15 kg; as de peso adequado, entre 10 a 12 kg; e as com sobrepeso ou obesas, entre 6kg e 7kg. Então estar grávida não significa que pode exagerar, muito pelo contrário, você deve ter uma alimentação balanceada. Esqueça aquelas frases "Tenho que comer por dois agora". Isso não procede!
Principalmente se você tem plano de saúde, faça uma consulta com um nutricionista qualificado, que pode lhe ajudar a criar um plano de alimentação que vai ajudar. Um plano nutricional irá ajudá-la a obter as coisas que você precisa para o seu bebê e para você.

Seu bebê
No início desta fase o embrião tem a forma de um "disco" e no final da mesma ele tem a forma de uma "sola de sapato" (a região da cabeça é mais larga e maior que a região da cauda). Vasos sanguíneos secundários aparecem na superfície externa do envoltório embrionário (saco coriônico), que está literalmente imerso no revestimento uterino, dando seqüência à formação da futura placenta.
A idade do feto é de 3 semanas e o seu coração microscópico do seu bebê começa a bater nesta semana, muito embora ele não será detectável no ultrassom por algumas semanas, de forma que você tem que esperar um pouco mais de tempo para ouvir aquele som satisfatório (tutu-tutu) que você está tão ansiosa para escutar. Veja o que mais está em construção:
Com o batimento do coração, o sangue vai começar a circular por todo o corpo. O primeiro órgão do seu bebé estará instalado e funcionando!
O início do cérebro; os sistemas cardiovasculares, nervoso e reprodutor, assim como todos os outros grandes sistemas estão em curso.
A bolsa amniótica e a placenta (também conhecidos como hotel e o restaurante) ainda estão formando a este ponto.
Nesse período, o esqueleto do bebê está começando a ser formado.
Todos esse desenvolvimento de alta velocidade e seu bebê tem apenas 2 milímetros de cumprimento, aproximadamente o mesmo tamanho de uma semente de gergelim (veja da próxima vez que você estiver comendo um sanduiche, você não vai acreditar como é minúsculo!).

Sua vida
Não espere seu bebê chegar para investir em uma câmera digital. Com a sua nova câmera (ou com a que você já tem), comece a bater fotos desde o começo da sua gravidez, dessa sua barriga crescendo semana após semana. Depois ao rever as fotos, você não vai acreditar como você estava tão grande (ou tão pequena).
Uma vez que você está tomando todas essas imagens, temos um ótimo lugar para eles. Um documento LifeBook deixá-lo-á a sua gravidez e do seu bebé vida com fotos, clipes de áudio e de vídeo. Carregue o seu primeiro "antes" e obter seu ventre tiro LifeBook começou.
Faça uma lista de todas as coisas que deseja fazer antes de o bebê chegar. Fazer aquele passeio, fazer aquelas compras no shopping ou no Brás,... Inicie o planejamento, porque os próximos meses serão como horário nobre para obter o máximo possível.

Faz bem comer...
- Pelo menos três frutas por dia, além de legumes e verduras no almoço e jantar. Esses alimentos são ricos em fibras, que previnem a prisão de ventre, muito comum na gestação.
- Fracione as refeições em seis a oito vezes ao dia, com pequenas quantidades, e mastigue devagar. Consuma alimentos com baixo teor de gordura e evite ingerir líquidos durante as refeições, para facilitar a digestão e evitar azia.
- A carne é muito importante nesse período, por ser rica em ferro e proteínas. O ferro pode ser melhor absorvido se consumido com frutas ricas em vitamina C, como kiwi, laranja, limão, acerola, tangerina e abacaxi.

É bom saber...
- Cuidado com remédios para gripe, tosse e resfriados. Estamos acostumados a usar esses remédios sem receita médica mas agora que você está grávida, não tome nenhum remédio sem consultar antes com o seu médico.
- Procure evitar chocolates, refrigerantes, café, chá mate ou chá preto, pois todos possuem cafeína. É sempre bom lembrar que algumas mamães podem ter aversão a todo tipo de fragrância, como a de cosméticos, de maquiagens, ou odores de alguns tipos de tintas e até mesmo, alguns alimentos específicos.
- Pode chegar ao extremo como ter náuseas do cheiro do próprio marido. Procure não rejeitar seu companheiro e peça-lhe paciência neste momento. Talvez você também sinta fortes dores de cabeça, salivação excessiva e enjôos.

Futuro papai
A futura mamãe pode estar mal humorada ou calada e pode estar "descontando" os problemas em você. Não leve a mal. Isso é um bom sinal. "Elas tentam descarregar as mágoas em quem têm o maior vínculo afetivo". Planeje uma data especial para comemorar o teste de gravidez positivo.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Louca por uma barriga!!! - 5 semanas















Como diz o título, "louca por uma barriga"! Este é o meu sentimento nesse comecinho de gravidez. Fico olhando várias barrigonas e imaginando como ficará a minha. Por enquanto, ainda é difícil me imaginar "de barriga". Ainda não falei para ninguém no meu trabalho (só para a médica do Centro de Saúde, mas médica não vale, né?). Não falamos nem para os meus sogros e para a minha cunhada (que por sinal, será a dinda da sementinha). Preferimos esperar a ecografia para ver se está tudo indo bem. Além do mais, como eu não tenho quase sintomas, somente muito cansaço, sono e umas cólicas beeeeeem fraquinhas), dá até para esquecer um pouquinho o meu atual "estado".
Bom, mas amanhã terei a minha primeira consulta com a GO. Já fiz uma listinha com as minhas dúvidas e agendarei a primeira ecografia.
Por agora, estou postando uma "tímida" barriga de 5 semanas. É o que temos por agora... Fazer o que, né? rsrsrs
Beijos,
Camila

domingo, 9 de maio de 2010

Feliz Dia das Mães!


http://www.youtube.com/watch?v=RS4wljFuh3Y

A mothers prayer
Celine Dion

I pray you'll be my eyes
And watch her where she goes
And help her to be wise
Help me to let go
Every mother's prayer
Every child knows
Lead her to a place
Guide her with your grace
To a place where she'll be safe

I pray she finds your light
And holds it in her heart
As darkness falls each night
We mind her where you are
Every mother's prayer
Every child knows
Need to find a place
Guide her to a place
Give her faith so she'll be safe
Lead her to a place
Guide her with your grace
To a place where she'll be safe


A Oração de Uma Mãe

Eu oro pra que você seja meus olhos
E a assista aonde ela for
E ajude-a a ser sábia
Me ajude a deixar ir

Cada oração de uma mãe
Cada criança conhece
Conduza-a para um lugar
Guie-a com sua graça
Para um lugar onde ela estará salva

Eu oro para que ela ache sua luz
E a segure em seu coração
Assim como a escuridão cai toda noite
Lembre-a de onde você está

Cada oração de uma mãe
Cada criança conhece
Que precisa achar um lugar
Guie-a com sua graça
Dê-lhe e ela vai estar salva

Conduza-a para um lugar
Guie-a com sua graça
Para um lugar onde ela estará salva


Muito lindo, não?
Feliz dia das mães!

Contando para o papai!





No dia em que eu fiz o primeiro exame (de urina) e o resultado foi +, decidi fazer o exame de impulso e o meu marido não estava em casa. Assim que a euforia inicial diminuiu, passei a pensar como contaria à ele. Decidi, então, colocar em cima da cama uma roupinha de bebê (um pijaminha de sapinho que o bebê ganhou da vovó Regina) e uma chupeta ao lado do +! Assim, quando o papai entrasse no quarto, teria a surpresa! Pelo menos era o que eu pensava...
Quando o Ricardo (meu marido) chegou, vi que ele não iria para o quarto direto, então usei a mais suja das estratégias:
"Amoooor, tá um baita cheiro de mofo no quarto! Acho que o banheiro do vizinho tá com infiltração de novo!"
Ele foi direto para o quarto (como eu previa), mas.... passou direto pela cama e não percebeu nada! Então, quando ele já estava saindo, eu falei:
"Não, amor, atrás da cama, o cheiro vem de lá!"
Ele se debruçou por cima das coisinhas do bebê (e do meu precioso exame com um enorme +) para olhar atrás da cama. Quando já estava saindo ele viu! Parou e ficou rindo nervoso para o kit bebê e me perguntou:
"Deu positivo, amor?"
"Nããããoooo! Eu montei tudo isso para te mostrar um negativo!" Não me aguentei e falei...
Então nós rimos e choramos (não lembro se foi nessa ordem) e ele ficou alisando a minha barriga...
Decidimos não contar para mais ninguém e providenciarmos no dia seguinte o exame de sangue. O resultado foi esse:



Gonadotrofina coriônica beta - Quantitativo
resultado: 175 mUI/mL
Método: Eletroquimioluminescência (Roche)
Valor de referência: inferior a 25 mUI/mL


Ou seja, gravidíssima! Que delícia!

Curtindo o Positivoooo!!!


Gente, são várias as novidades! Para quem acompanha o fórum Baby Center sabe (porque eu corri para contar lá - as gurias estavam ansiosas junto comigo!)... Mas vou tentar resumir o que se passou desde a sexta (30/05).

Sexta (30/05): Até este dia eu não tinha esperança nenhuma de receber o meu positivo. Afinal, nada de sintomas, nada de peito inchado (na outra vez eles dobraram de tamanho de uma hora para outra). Esse foi o primeiro mês em que eu começava (eu disse começava, ok?) a ficar um pouco mais tranquila, aceitando que tudo iria demorar... Bom, mas eis que eu estava no computador e começou a me dar umas fisgadas horrorosas na barriga (algo parecido com o que eu sentia todas as noites quando estava grávida da outra vez). Achei muuuuuuito suspeito aquilo! Liguei para a minha amiga Gabriela, que ao invés de me tranquilizar ficou me dizendo que eu podia estar realmente grávida...rsrsrs Liguei para a minha mãe que disse que deveriam ser gases (que sacanagem!). Por fim, entrei no fórum e falei com outras tentantes que me ajudaram a me acalmar. O jeito era esperar até domingo...
Domingo (02/05): Acordei e nada da menstruação. Geralmente a danada aparece de manhã, mas ok, vamos aguardá-la. Eu tinha quase certeza que não seria dessa vez. Continuava sem sintoma algum, apenas um pouquinho de cólica e o peito levemente dolorido (nada que uma menstruação não faça na véspera...). O domingo foi embora e a danada não apareceu! Êêê!!!
Segunda (03/05): Acordei cedo para trabalhar e coloquei um absorvente ("Certo que essa maldita vai vir quando eu estiver trabalhando..."). Trabalhei toda a manhã e nem sinal dela. Cheguei em casa ao meio-dia e meu esposo perguntou:
"E aí, nada da vermelha?"
"Não!" Respondi.
Passei o resto do dia escrevendo o meu TCC e esqueci um pouco dela. À noite, ainda com os mesmos sintominhas fui dormir. Nada dela parte 2 (Êêê!!!)
Terça (04/05): Achando que pudesse ser um atraso eventual (Ôôô, descrédito!), coloquei um absorvente e fui trabalhar. Trabalhei das 7h40min às 12h10min, fui almoçar em casa e a mesma perguntinha:
"Nada da vermelha?"
"Nããããoooo!" (Notem o tom um pouco mais histérico...)
Voltei ao trabalho as 13h40min e só saí de lá perto das 20h. Na saída do trabalho dois colegas pediram uma carona. Eles moram perto de um hipermercado e, quando passei por lá, resolvi aproveitar para comprar na farmácia um teste de gravidez. Pedi para a atendente o teste mais sensível do lugar e ela me vendeu o novo clear blue que, segundo a bula, detecta um positivo 4 dias antes do atraso. Pensei "É esse, já estou no segundo dia de atraso, se der negativo é porque não devo estar grávida mesmo...".
Paguei horrorosos 40 e poucos reais e saí correndo para casa.
Chegando lá, minha mãe me ligou e eu acabei contando para ela que tinha comprado o teste. Ela perguntou:
"O que deu?"
E eu:
"Não sei, estou com ele na mão. Deixa eu ir lá fazer que eu já te conto!"
Enquanto eu corri para o banheiro, a minha amiga Gabriela me ligou (vi na bina depois que era ela...)
Assim que eu coloquei o testador na urina (dizia na caixa que eu deveria esperar até 2 minutos para o resultado) um + gritou no visor! Meio atordoada eu reli a bula 14097398 vezes para ter certeza do que estava lendo certo... Êêê!!! E não é que deu positivo, mesmo???
Liguei para a Gabi (chorando), liguei para a minha mãe, liguei para as minhas duas irmãs e comecei a planejar como contaria para o maridão (que chegaria só lá pelas 23h...).
No próximo post eu conto... Ufa!